• cataventodaalegria@gmail.com

Nos Bailes da Vida

Nos Bailes da Vida

Foi nos bailes da vida ou num bar
Em troca de pão….
Que muita gente boa pôs o pé na profissão
De tocar um instrumento e de cantar
Não importando se quem pagou quis ouvir
Foi assim…

*Cantar era buscar o caminho
Que vai dar no sol…
Tenho comigo as lembranças do que eu era…
Para cantar nada era longe tudo tão bom

Até a estrada de terra na boléia de caminhão
Era assim…

Com a roupa encharcada e a alma
Repleta de chão…
Todo artista tem de ir aonde o povo está
Se for assim, assim será…
Cantando me disfarço e não me canso
De viver… nem de cantar…(Repetir desde*)

Lalalalalalala…lalalalala (com palmas)

 

Editor - G.D. Rueda

Desenvolvedor de sistemas, palhaço, DJ, palhaço hospitalar, administrador do site e integrante do grupo Cata-Vento da Alegria.

Deixe o seu comentário.