Mundo da Solidão

T.D.Rueda



Quando somos abandonados pelo mundo, a solidão é superável; quando somos abandonados por nós mesmos, a solidão é dolorosa.

Todos precisamos um pouquinho de solidão . Podemos ter amigos, irmãos, a família toda em nossa companhia, mas , dia ou outro acordar com melancolia, aquela vontade de ficar só, de não conversar com ninguém, de pensar e pensar, de falar consigo mesmo e de ser só . também fazem parte de nossa vida.

Tem dias que a gente acorda e tudo que menos queremos é encarar o mundo lá fora. Ficar escondido(a), isolado(a) só por aquele momento seria ótimo. Uma pessoa pode sentir-se sozinha quando está longe de suas pessoas queridas, quando não tem (ou pensa que não tem) amigos, pessoas que a entendam, lhe deem carinho, atenção, quando termina um relacionamento afetivo, perde um ente querido... São muitas as possibilidades que trazem o sentimento de solidão Mas, a pior solidão que alguém pode sentir é a de não ter a si, estar distante de seu interior, de sua verdade, e não saber quem é. .

Quando não vivemos as nossas realidades, tentando agradar ao outro apenas, tentando ser feliz, mas não nos agradando, é o caminho mais fácil da solidão se instalar dentro de nós. Alguém nesse estado pode estar rodeado de gente que ame, dê apoio, compreensão, mas mesmo assim estará se sentindo só, muito, desesperadamente até. Uma solidão que nada que venha de fora pode aplacar de verdade se algo não for feito pela própria pessoa que se sente solitária. É muito ruim olharmos para dentro de nós e encontrarmos ideias confusas, valores duvidosos, falta de autoconfiança . Se eu não sei quem sou verdadeiramente, não me conheço, não sei me ajudar, me acompanhar, me amar. Essa profunda solidão, da ausência do eu verdadeiro, provoca imensa instabilidade e dor. Muitos distúrbios afetivos podem daí advir, como a depressão, por exemplo. Quem passa ou passou por isso sabe como é duro viver nessa condição. E às vezes nem todo o apoio externo suaviza.

O caminho para resolver essa solidão interior é voltar-se para dentro, cada um em seu tempo, de seu jeito, às vezes procurando a orientação de alguém habilitado, e tentar resgatar seu autêntico eu, suas vontades, preceitos, qualidades e aptidões que podem estar esquecidos lá no fundo da alma.

Quando voltamos para nos redescobrir, tentando buscar, o que sonhamos, o que vivemos, o que realmente dentro de tudo isso alcançamos, o que nos falta ainda , fará um novo direcionamento de nossas metas. A volta de estudos, de novos planejamentos, vai nos tirando da solidão interior, reconhecendo dentro de nós novas habilidades e limites, vamos reaprendendo a nos amar.

“Não me sentindo mais só, fico cada vez mais distante da solidão. Solidão: um lugar bom de visitar uma vez ou outra, mas ruim de adotar como morada.

 

“Solidão não é o mesmo que estar desacompanhado. Muitas pessoas passam por momentos em que se encontram sozinhas, seja por força das circunstâncias ou por escolha própria. Estar sozinho pode ser uma experiência positiva, prazerosa e trazer alívio emocional, desde que esteja sob controle do indivíduo. Solitude é o estado de se estar sozinho e afastado das outras pessoas, e geralmente implica numa escolha consciente. A solidão não requer a falta de outras pessoas e geralmente é sentida mesmo em lugares densamente ocupados. Pode ser descrita como a falta de identificação, compreensão ou compaixão.”

TENHA UM DIA LINDO E ABENÇOADO, PLENO DE AMOR E ALEGRIAS!!!

Visitas: 186
Postado:19/12/2016 às 19:16:58

Palavras-chave:Mensagem, reflexão, conhecimento,mensagem, reflexão , Mundo da Solidão , T.D.Rueda